Fecharclose

ONU reconhece boas práticas empresariais da SCOOP

A Scoop e a TMG Automotive são as representantes portuguesas da indústria têxtil e do vestuário no United Nations Global Compact (UNGC), iniciativa das Nações Unidas de cidadania empresarial.

O UNGC tem como membros empresas de todo o mundo com provas dadas nas áreas dos direitos humanos, práticas laborais, proteção ambiental e anticorrupção.

“A presença no UNGC é reservada exclusivamente a empresas com currículo na luta por uma sociedade mais justa e equilibrada e com uma atitude ecológica responsável. Em Portugal são membros daquele comité cerca de 70 empresas”, destaca um comunicado da Câmara Municipal de Famalicão.

Segundo esse comunicado, “trata-se de um reconhecimento ímpar e que vem fortalecer a estratégia assumida por estas duas empresas têxteis de Vila Nova de Famalicão”.

Para serem aceites, Scoop e TMG Automotive tiveram de fazer uma descrição completa das suas ações e evidenciar como integram os valores das Nações Unidas, adianta a autarquia de Famalicão.

“Temos o compromisso de incluir os princípios da ONU na nossa estratégia, na nossa cultura e no dia-a-dia da empresa”, escreveu Isabel Furtado, CEO da TMG Automotive, na sua carta de candidatura, endereçada a António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas.

Também Mafalda Pinto, CEO da Scoop, fez acompanhar a apresentação da empresa de um compromisso: “Assumimos uma política de responsabilidade pública e de transparência, alinhada com os princípios do ONU Global Compact”, escreveu na sua carta de candidatura.

“O reconhecimento significa também um maior nível de exigência. Como forma de demonstração da sua concordância face aos dez princípios da UNGC, as empresas elaboram e publicam anualmente um relatório onde divulgam as suas atividades em prol desses objetivos”, destaca o comunicado, revelando que “até ao momento, com candidaturas vindas de todo o mundo, apenas nove mil empresas cumpriram os critérios estabelecidos pela ONU”.

Fecharclose

Faça a sua pesquisa